Na Machu Picchu brasileira

Com suas ruínas de pedras, Igatu, na Bahia, é um museu a céu aberto comparado à cidade peruana construída pelo povo Inca

Ruínas de Igatu (BA), a Machu Picchu brasileira.
Foto Otávio Nogueira/Wikimedia Commons

O nome “Igatu” é de origem indígena e resultado da junção dos termos “y” (água) e “katu” (bom). Igatu então é “água boa”! E outras coisas boas também. A vila localizada no município de Andaraí é um dos principais destinos turísticos da Chapada Diamantina, na Bahia. Mas antes disso guardou muitas histórias dos povos que já habitaram ou visitaram esse lugar. Indígenas, negros que foram escravizados e garimpeiros formam a memória de Igatu.

Gabriel Araujo de Oliveira

Universidade Federal da Bahia

Daniela Alves Carvalho

Universidade do Estado da Bahia

Elisa Martins

Especial para a Ciência Hoje das Crianças

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

Quem protege os meros?

Peixes que podem ser maiores do que humanos estão ameaçados de extinção.

Mar, misterioso mar!

Cheio de vida e de surpresas, o oceano mexe com a imaginação da gente.