Pura beleza

Com seu longo bico e cores vibrantes, os tucanos deixam a natureza ainda mais bonita.

Corpo coberto por penas pretas, brancas e algumas vermelhas. E um longo – longo mesmo! – bico amarelo, alaranjado e preto. Estou falando, claro, do tucanuçu ou tucano-toco, uma das aves mais conhecidas do Brasil. O tucanuçu é muito comum em algumas partes do país, principalmente nas regiões centro-oeste e sudeste. Quando criança, eu pensava que essa fosse a única espécie de tucano existente. E, para minha felicidade, eu estava errado!

Os cientistas já descreveram por volta de 40 espécies diferentes de tucanos e seus primos, os araçaris – todas aves nativas da região neotropical, que abrange o México, a América Central e a América do Sul. Mais da metade dessas espécies podem ser encontradas no Brasil, cada uma adaptada ao clima e vegetação de determinada região. Mas a maioria vive dentro de florestas, ao contrário do tucanuçu, que se dá bem em ambientes abertos. Aliás, em geral os tucanos e araçaris têm asas curtas, apropriadas para voar apenas pequenas distâncias no interior das matas.

 

 

O tucanuçu (à esquerda) é a maior espécie da família dos tucanos e araçaris, podendo medir até 65 centímetros e pesar quase 1 quilo. Já o araçari-de-bico-riscado (à direita) é a menor do grupo, medindo até 40 centímetros e pesando menos de 150 gramas.
Fotos: Wikimedia Commons

 


Henrique Caldeira Costa,
Departamento de Biologia Animal
Universidade Federal de Viçosa

Sou biólogo e muito curioso. Desde criança tenho interesse especial em pesquisar os seres vivos, especialmente o mundo animal. Vamos fazer descobertas incríveis aqui!

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

Quem protege os meros?

Peixes que podem ser maiores do que humanos estão ameaçados de extinção.

Mar, misterioso mar!

Cheio de vida e de surpresas, o oceano mexe com a imaginação da gente.