Limpando o salão

Nem mesmo alguns costumes secretos escapam do olhar dos cientistas

Virar piada por estar com o dedo enfiado no nariz acontece com todo mundo. Ou quase todos. Embora não seja algo que costumamos fazer na frente dos outros, nove em cada dez pessoas têm o hábito de “limpar o salão”, ou melhor, cutucar o nariz de vez em quando. Aliás, não só as pessoas fazem isso, outros animais também!

A rinotilexia (o nome técnico deste comportamento) já foi registrada em pelo menos doze espécies de primatas, como gorilas, chimpanzés, orangotangos e macacos-prego. Mais recentemente, o aye-aye, um estranho primata que vive na ilha africana de Madagascar, também foi adicionado a esta lista e leva uma grande vantagem quando o assunto é cutucar o nariz.

Primatas de várias espécies também cutucam o nariz.
Foto Mario Pineda/Flickr
Cutucar o nariz é um hábito comum também entre os humanos.
Foto Mayastar/Flickr

O dedo do meio do aye-aye é exageradamente comprido e fino, com uma garra na ponta que mais parece um anzol. A função original deste dedo é capturar larvas de inseto que crescem no interior de troncos de árvores, mas, ao que tudo indica, parece ser muito eficiente também para remover o muco do nariz, pois pode alcançar bem lá
no fundo.

É sempre curioso perceber que um certo comportamento está presente em diferentes espécies animais. Isso sugere que se trata de uma característica evolutivamente antiga, que surgiu em algum ancestral daqueles animais, neste caso, algum primata que viveu há muitos milhões de anos. E a presença do comportamento em tantas espécies também indica que ele tenha alguma função importante.

Mas cutucar o nariz é um comportamento ainda pouco estudado. Por experiência própria, sabemos que nos ajuda a eliminar aqueles pedacinhos de muco ressacado que tanto incomodam. E, no caso dos outros primatas, o comportamento pode até mesmo ter alguma função

Ainda não existe uma explicação definitiva para a função de cutucar o nariz.
Foto Oliver Dreike/ The Comedy Wildlife Awards/Reprodução

nutricional, já que a maioria deles também come a meleca após tirá-la. Enquanto não temos uma explicação definitiva, vamos ficar de olho nos tiradores de meleca. Mas só como curiosidade científica, certo?

Aqui você pode dar uma olhada no aye-aye tirando meleca do nariz com sua longa garra:


vinicius_novo

Vinícius São Pedro,
Centro de Ciências da Natureza,
Universidade Federal de São Carlos

Sou biólogo e, desde pequeno, apaixonado pela natureza. Um dos meus passatempos favoritos é observar animais, plantas e paisagens naturais.

Matéria publicada em 24.01.2023

COMENTÁRIOS

  • Alice Comin

    muito interessanteeee amei

    Publicado em 4 de fevereiro de 2023 Responder

  • Sofia, Manuela, Anne, Lucas, Mateus

    Olá CHC
    Nós viemos dar a nossa opinião sobre a reportagem “limpando o salão”. Achei bem interessante esse assunto,é meio engraçado e um pouco difícil de entender porque é mais engraçado do que interessante.
    É meio estranho,inclusive eu ri muito mas gostei!
    Eu acho que seria interessante colocar uma reportagem sobre reprodução humana,é mais interessante e melhor de entender.
    Desde já agradeço! Muito obrigada ( do)
    6° ano – Mário Pedro

    Anne Caroline Silva bertolucci
    Manoela saloah dos Santos Nascimento
    Sofia Gil Viana
    Lucas Silva Camarada
    Mateus Moisés

    Publicado em 24 de maio de 2024 Responder

Envie um comentário

CONTEÚDO RELACIONADO

O voo dos albatrozes

Nossas ações em terra firme podem afetar o destino dessas aves oceânicas

Quem protege os meros?

Peixes que podem ser maiores do que humanos estão ameaçados de extinção.