Aranha de armadura?

Na verdade, uma pele bem grossa tinha a função de protegê-las umas das outras

A aranha-encouraçada-do-Crato provavelmente caminhava pela vegetação caçando outras aranhas para se alimentar.
Ilustração João Eudes Ribeiro Machado Filho

Ficha Técnica

Nomes: Aranha-encouraçada-do-Crato (Cretapalpus vittari)

Origem: Ceará, Brasil

Tamanho: 4,7 milímetros

Peso: desconhecido

Época em que viveram: entre 115 e 120 milhões de anos (Período Cretáceo)

Há milhões de anos, a região da Chapada do Araripe, no sul do Ceará, era um enorme lago. Além de sapos e peixes, a fauna local era composta por dinossauros, pterossauros e uma quantidade impressionante de insetos. Havia também aranhas, entre elas a pequena Cretapalpus vittari, conhecida como aranha-encouraçada. 

As aranhas-encouraçadas pertencem à família Palpimanidae, reconhecida pela cutícula grossa que reveste todas as partes do corpo, com exceção do abdome. E qual a necessidade de uma armadura tão robusta como essa em aranhas? Protegê-las umas das outras, porque essa família tem como característica a araneofagia, isto é, o hábito de comer outras aranhas!

Elis M. G. Santana
Pós-Graduação em Diversidade Biológica e Recursos Naturais
Universidade Regional do Cariri

Alexandre S. Michelotto
Pós-Graduação em Zoologia
Universidade Federal de Minas Gerais

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

O voo dos albatrozes

Nossas ações em terra firme podem afetar o destino dessas aves oceânicas

Quem protege os meros?

Peixes que podem ser maiores do que humanos estão ameaçados de extinção.